5.13.2017

das lyrics worth reading

Facilmente me deixo embalar em baladas comerciais, basta ouvir e gostar, não me armo em intelectualóide musical.
Vivo mergulhada em música e são raros os momentos da minha vida que não têm banda sonora. Tenho várias playlists e vou mudando conforme a hora, conforme o ambiente, conforme me sinta. Já tinha na minha EndoftheDay músicas do Salvador Sobral. E agora tenho também o hit nacional: Amar pelos Dois, que vai ganhar hoje o Eurovisão.

Mas como em tudo, nunca tudo está bem. E perdendo tempo a ler a música, coisa a que dou muita importância por que há #lyricsworthreading, não consigo deixar de ficar um bocadinho triste. Não consigo gostar tanto de uma melodia se a letra não tiver algum sentido, uma história, um desejo, um recado. E esta será seguramente uma das músicas mais tristes que tenho ouvido ultimamente. E fico a pensar que se todos derem a mesma importância que eu dou à letra, então andamos todos um bocado infelizes ou a fazer alguma coisa errada. A amar por dois... a amar alguém que já se teve e já não se tem? e a pedir que volte e a oferecer o amor em dobro a troco de nada? Ou é antes um desafio? alguém que chama outro e que lhe faz a promessa de que o vai querer fazer sentir paixão e que não o vai fazer sofrer? nah... a parte do "peço que regresses e que me voltes a querer"  lixa tudo. É uma história triste.

Já andamos todos em relações por vezes tão desequilibradas que me deixa inquieta gostarmos tanto desta música. Tantas vezes pensámos nisto, tantas vezes o quisemos dizer... e agora veio uma música, mais uma vez, pôr em palavras bonitas aquilo que nos pode deixar tão infelizes...  Não consigo deixar de ter um gosto agridoce por isso.


Se um dia alguém perguntar por mim
Diz que vivi para te amar
Antes de ti, só existi
Cansado e sem nada para dar

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez devagarinho possas voltar a aprender

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez devagarinho possas voltar a aprender

Se o teu coração não quiser ceder
Não sentir paixão, não quiser sofrer
Sem fazer planos do que virá depois
O meu coração pode amar pelos dois


Sal Sobral

No comments: