01 March 2017

a estrada

Na estrada para ser feliz nunca quis mal a ninguém
Nesta vida já me chegam bem os espinhos que ela tem Mas lá calha ser ingrato e infantil
Por ter a cabeça a cem e o coração a mil Não escolhemos quem nascemos mas escolhemos quem crescemos E no muito que nós somos há tanto que nós não vemos Percebemos só quando não estamos sós Que o que nós nunca nos vemos os outros vêm em nós. Egoístas altruístas, obcessivos compulsivos lários necessários desta coisa de estar vivos E quebramos e choramos e afinal encontramos tanta gente que é exactamente igual Mas nem sempre isso nos chega para acalmar as tempestades E a dureza da amargura é a mais dura das verdades É esquisito mas funciona bem assim Precisar que tu me ajudes a dar-te o melhor de mim Precisar que tu me ajudes a dar-te o melhor de mim. Na estrada para ser feliz eu confundo a direcção E acelero em marcha-atrás até alguém me pôr a mão Tem havido sempre essa força maior Mas se algum dia ela falha, vai-se o carro e o conductor Ainda assim não desisti de ir lançando o carro à estrada Sonhei demais com a viagem para que ela não dê em nada Se chegarem novas de que me perdi Levo tanta coisa boa do pouco que percorri. Não é certo que o meu corpo faça aquilo que eu digo Nuns dias tenho coragem e nos outros não consigo Se nos está nos genes deve ser genial Um retoque bioquímico ao plano original Tenho sorte nas pessoas que a vida me vai escolhendo E se tenho algum problema é só porque não aprendo Que a ninguém é entregue tudo o que quis É tudo arrancado a ferros na estrada para ser feliz Mas isto só faz sentido na estrada para ser feliz.

by Anaquim

No comments: