3.01.2016

da l'Oréal

Há coisas pequeninas que têm um impacto enorme em nós. Mesmo pequeninas... para as gajas em geral basta sair de casa com o cabelo menos lavado e já têm o dia estragado. Para os homens, mais robustos e nada dados a mariquices está sempre tudo óptimo!

Explicar-lhes que gostaríamos de pôr um aparelho nos dentes aos 36 dá-lhes vontade de rir. Queixarmo-nos das mamas que desapareceram ou caíram para lugar incógnito depois de termos os filhos dá-lhes vontade de assobiar para o lado e dizer, oh, nem se nota! Quando cortamos o cabelo não reparam de todo e roupa nova notam porque logo a seguir arrematam com um és rica de certeza! E se propomos um novo aparador arregalam os olhos sem perceber para que raio precisamos disso?!

Então nós vamos indo, atrás de pechinchas, soluções caseiras para as nossas maleitas, vamos tentando os cremes que vão aparecendo em promoção para tirar umas manchas que só nós vemos, vamos pondo vinagre no cabelo para recuperar o brilho que a juventude levou, andamos com protector solar o ano inteiro para prevenir rugas e engraxamos botas com 15 anos. Andamos com um botão aberto nos jeans a ver se ainda os usamos mais uma vez e fazemos download de apps de exercícios mágicos que em 7 minutos tonificam tudo aquilo que já perdeu o rumo há anos! Olhamos longamente para os armários e gavetas e vamos ao Pinterest tirar ideias de arrumação a ver se cabe tudo! Tiramos rótulos de garrafas de sumos para numa eventual festa de anos dos miúdos ter sumo numa garrafa com uma palhinha toda gira e ainda vamos para o YouTube aprender a fazer ponpons de papel crepe.

Somos mestres da reciclagem, do copianço e e do desenrascanso!

O meu último desenrascanso ainda me faz quase chorar quando me olho ao espelho. Eu que sempre me gabei da cor do meu cabelo, quais madeixas naturais que mais parecem de profissional, cheio de vigor e brilho e até com poucas brancas (caso isso me incomodasse...) dei cabo dele! Num acto de desespero a tentar eliminar malditos (AKA piolhos) dei por mim a correr a um supermercado a comprar a primeira tinta que saísse com lavagens (era só um remedeio!). Procuro entre as caixas, leio os rótulos e voilá: sai em 28 lavagens. Não era a minha cor, vai.se notar de certeza, mas que se lixe, castanho é castanho. Corro para casa e trato do assunto como uma profissional, sigo as instruções, fico com o quarto de banho num oito de sujeira, tresando a tinta de cabelo, mas que os mato: mato!

E seco o cabelo e vejo o resultado e ei-lo! Nada de castanho, nada de castanho escuro sequer... preto! E digo-vos que ao fim de 37 lavagens (com duas enxaguadelas por banho!!) ele continua preto. Não sou eu desde dia 9 de Janeiro. Ainda sinto que olham para mim sem perceber bem o que mudou (sim, a certa altura já desisti da humilhante explicação). Não tenho vontade sequer de o escovar, só de o lavar non-stop até voltar ao que era. Já estive 3 vezes à porta de um cabeleireiro quase a pedir que me resolvessem isto, nem que fosse preciso cortá-lo, muito! Mas o orçamento estava curto e isto há-de voltar ao sítio. Deixa-te de tretas e infantilidade, woman up! digo eu.

#metom #ohcrap#cenasdegaja #medidasdesesperadas i don't see myself anymore... on instagram

Basicamente, se algum dia vos passar pela cabeça uma coisa deste estilo, notem: 28 lavagens o caraças! Eu havia de encontrar alguém que trabalhasse nesta empresa e contava-lhe este meu desgosto...
obrigadinha L'Oréal!

No comments: