1.07.2016

dos malditos

Tinha coisas muito mais interessantes para dizer agora mas esta tem que sair! E vou já avisando que os mais sensíveis não devem ler isto...
Lembro-mde se ser miúda e estar horas deitada em cima de uma fronha branca (quando tinha sorte) ou com a testa apoiada no lavatório e a minha Mãe só me dizer: pára quieta! e depois ouvir um pequeno estalar com eficazmente fazia com a unha. Nunca percebi muito bem a histeria de de vez em quando coçar a cabeça. Nunca percebi até ao dia em que tive a mesma histeria cá em casa!

Os cabrões, as cabras vão aparecendo e fica um hábito condicionado de quando lhes passo a mão pela cabeça, já agora, ver se não anda por lá nada... A X. foi sempre a mais premiada cá de casa. Os rapazes escapavam, emails após emails de alertas na escola eu dizia triunfantemente que nah, a eles não lhes tocam... Qual não o meu espanto quando por altura do Natal descubro que tocam, dançam e saltam como se não houvesse amanhã. Não há cá remédios, champôos ou mezinhas que os livrem desta bosta. É sempre a melhor solução pôr-lhes a cabeça numa fronha branca ou no lavatório e passar o pente horas sem fim. Da última colheita saltou um exército de 5 cabrões da cabeça do L. que tinha feito os caros tratamentos há nem uma semana! Não há volta a dar.

Claro que eu falando deste assunto vocês já estão todos desse lado agarrados à cabeça a coçarem-se e a pensar que isso a mim não me toca. Tal como eu fazia até hoje! Que me coçava e tal mas depois de inspeção ao espelho pensava: é mania, não tenho nada! E depois ainda pedia com voz doce ao meu marido que tu é que podias espreitar ai atrás?... Pois claro! Esquece lá isso que é paranóia tua ou, eu sei lá ver isso! ou mesmo um oh, deixa-te de invenções! e pronto, lá ia fazendo um tratamento de vez em quando não fosse o diabo tecê-las! Queridos maridos, os cabrões tocam a todos e se vocês não se põe a pau e nos ajudam com esta praga têm duas soluções apenas: ou nos passam o pente horas sem fim no sofá ou passam já um cheque para a Clínica do Piolho! Façam qualquer coisa!

Já me basta o dinheiro que já voou em champôos e choros de ai que me magoas! e estão optimos num fim de semana para mal voltam à escola voltarem os malditos! Já me basta a humilhação da minha filha estar com a mania que inspeciona as cabeças dos rapazes e a minha (antes ela o soubesse mesmo fazer!) em qualquer sítio onde esteja! Já nos basta limpar rabos, escovar cabelos e dentes, mudar fraldas cortar unhas e levá-los às vacinas e todos os dramas da vida de uma criança! Ponham-se espertos e aprendam pelo menos a catar piolhos!

De todos os dias, de todos os catanços, hoje foi o pior, foi de facto constatar que os cabrões moram em mim, não é mania! Foi vê-lo mostrengo a dar ao rabo pelo lavatório fora e pensar há quanto tempo andas aí meu fdp?! Foi o dia do nojo mais profundo, porque os deles "faz parte", mas eu?! uma senhora que faz um brushing impecável em casa, anda cheirosa e que usa os melhores champôos e que nem sequer se encosta em qualquer lado? eu não merecia, eu não o convidei, mas cá está, o maldito não precisa de ser convidado... Aviso de novo: os malditos não precisam de convite!

No comments: