10 April 2015

dos irmãos

Diz-se por aí que hoje é o dia dos irmãos.
Podia dizer o que já disse dos meus, que não imagino a minha vida sem eles, que os admiro muito e que não escolhia nada diferente. Mas eles sabem disso.

Não percebo bem esta coisa de haver dias para determinadas coisas, por isso vou assumir que o dia de hoje há-de ser para aqueles irmãos que vão além do sangue e das alianças:

Aqueles que a vida gentilmente  nos vai dando. Os amigos que são como irmãos. Que pomos a apadrinhar os nossos filhos, com quem falamos sem horas marcadas. Aqueles com quem queremos falar nos bons e nos maus momentos. Aqueles de quem tenho saudade e aqueles que mando dar uma volta tão depressa como mando um irmão meu. As minhas amigas com quem troquei roupa como troquei com as minhas irmãs. Aquelas com quem confidencio palermices a horas parvas because we all ate the same bitches. Aos meus amigos que me ensinam coisas sobre carros ou futebol.
O dia dos irmãos virtuais, dos imaginários, daqueles por quem vertemos lágrimas ou damos gargalhadas. Aqueles com quem unimos forças para as suas causas. Aqueles por quem rezamos baixinho antes de adormecer.

Se as pessoas que arregalam os olhos quando digo que tenho 6 irmãos, sorrio em pensar se eu lhes dissesse quantos tenho realmente...







No comments: